Trabalhar tem a ver com entregas e não com horas

Imagem: freepik / wayhomestudio

TRABALHAR TEM A VER COM ENTREGAS E NÃO COM HORAS

*Por Ricardo Missel

A grande maioria dos profissionais que atuam no mercado de trabalho hoje desenvolveram suas habilidades em uma cultura que entendia o tempo dedicado ao trabalho como o grande indicador de sucesso e produtividade. Pessoas que trabalhavam mais do que 40 horas por semana (muitas trabalhando 60 horas) eram vistas como grandes profissionais e reconhecidos como exemplo de dedicação e comprometimento, em função das horas que estavam no trabalho. Essa é uma ideia bastante presente no mundo ideal da maioria das lideranças: contar com pessoas que dediquem muitas horas para o negócio. Um pensamento bem adaptável aos tempos da revolução industrial. Leia mais

A importância da visão de longo prazo

Imagem: Freepik

A IMPORTÂNCIA DA VISÃO DE LONGO PRAZO

*Por Ricardo Missel

Nos últimos meses, mesmo os profissionais em cargos mais estratégicos nas empresas foram condicionados pelo contexto a direcionar seus esforços em questões de curto ou médio prazo. Algumas decisões urgentes precisaram ocorrer em função da pandemia, principalmente pela necessidade de readaptar as estratégias em função da nova realidade. Em alguns casos negativos, demissões em massa, redução de custos, fechamentos de fábricas. Em outros positivos, contratações, investimentos em produção e tecnologia. Entretanto, é importante ressaltar o quanto a visão de longo prazo, principalmente sob a perspectiva do líder, deve ser o principal foco.

Leia mais

Como o propósito dos colaboradores impacta a empresa?

Imagem: freepik / drobotdean

COMO O PROPÓSITO DOS COLABORADORES IMPACTA A EMPRESA?

*Por Ricardo Missel

Propósito tem sido um tema muito discutido pelas organizações. Faz tempo que as pessoas começaram a dar mais importância para questões pessoais que vão além da remuneração financeira quando procuram por trabalho. Além disso, outros fatores se tornaram atrativos importantes para os candidatos como saúde, bem-estar e relação interpessoal.

Leia mais

O apoio emocional e o papel do Líder

Imagem: freepik / shurkin_son

O APOIO EMOCIONAL E O PAPEL DO LÍDER

Por Simoni Missel*

Tem sido surpreendente e revelador acompanhar a transformação das pessoas nas organizações após o início da pandemia. Nos processos de Coaching Executivo e Desenvolvimento de Lideranças que realizei ao longo dos últimos meses, percebi comportamentos, atitudes, ações e muitos sentimentos até então incomuns no dia a dia de trabalho dos mais diversos perfis de pessoas.

Leia mais

Experiência e tempo são os combustíveis da liderança

Imagem: freepik / katemangostar

EXPERIÊNCIA E TEMPO SÃO OS COMBUSTÍVEIS DA LIDERANÇA

*Por Ricardo Missel

Quando falamos sobre o papel do líder nas organizações normalmente analisamos diversos cases, dados de pesquisas e estudos realizados com profissionais nessa posição. Essa é uma maneira bastante eficaz de identificar diversas questões tangíveis e mensuráveis sobre as lideranças como suas competências, conhecimentos, habilidades, etc.

Por vezes, as conclusões dessas análises são apresentadas como se fossem uma “receita de bolo”. A ideia é quase que solucionar a crise de liderança que vivemos globalmente. Os líderes são mapeados e seus perfis são apresentados com base em suas competências e critérios técnicos, inclusive indicando as melhores áreas de estudo para formação de alguém que queira ser líder. É como se fosse a salvação das organizações em um passo-a-passo.

Leia mais

Como desenvolver a credibilidade dos grandes líderes

imagem: freepik / pch.vector

COMO DESENVOLVER A CREDIBILIDADE DOS GRANDES LÍDERES

*Por Ricardo Missel

Vivemos uma crise de liderança em todo o mundo. É difícil encontrar pessoas e profissionais que consigam conjugar as competências importantes para o papel do novo líder nas organizações. Os principais grupos de habilidades dessas pessoas são aquelas relacionadas a capacidade de gerir pessoas e a capacidade de administrar a complexidade de um mundo de incertezas e grandes disrupções.

Leia mais

Não há sucesso sem sucessão

Foto: jcomp / Freepik

NÃO HÁ SUCESSO SEM SUCESSÃO

*Por Ricardo Missel

Dentre as maiores urgências despertadas pelo Coronavírus, as principais estão relacionadas às pessoas e a gestão do conhecimento dentro das organizações. Por isso, algumas questões que pareciam pauta apenas de grandes empresas começaram a virar preocupação também de pequenos e médios negócios: a sucessão.

Leia mais

Adaptando a liderança para os novos tempos

ADAPTANDO A LIDERANÇA PARA OS NOVOS TEMPOS

*Por Ricardo Missel

Um dos mais complexos desafios da liderança está no autoconhecimento. No papel de líder, os profissionais precisam exercitar constantemente análises do presente e do futuro, desenvolvendo cenários e criando caminhos de crescimento. Ao mesmo tempo, é necessário olhar para trás e entender quais foram os aprendizados adquiridos no caminho percorrido. Essas demandas podem acabar distanciando as lideranças de uma reflexão construtiva sobre seu próprio comportamento.

Leia mais

Quais são as perguntas certas para o futuro?

QUAIS SÃO AS PERGUNTAS CERTAS PARA O FUTURO?

*Por Ricardo Missel

Baseado no artigo Thinking Productively about the future – Stephen Newman e Wanda Wallace

Fazer as perguntas certas em um contexto de incertezas é o primeiro passo para alcançar boas respostas para o que vem pela frente.

É provável que por mais que você estivesse preparado para enfrentar os desafios do futuro de seu negócio, da empresa onde trabalha ou da sua carreira e vida pessoal, você não fizesse ideia de que uma pandemia poderia ser o seu próximo desafio. Todas as suas estratégias anticrise e os cenários que você desenhou para o futuro podem parecer fazer pouco sentido agora.

Leia mais

Você possui as melhores habilidades profissionais para o futuro?

VOCÊ POSSUI AS MELHORES HABILIDADES PROFISSIONAIS PARA O FUTURO?

Por Ricardo Missel

O desenvolvimento da Indústria 4.0, onde as tecnologias digitais avançadas têm relevância igual ou maior que as estruturas físicas e tradicionais, tem despertado algumas considerações em relação a quais são as novas habilidades necessárias para os profissionais que trabalham nessas organizações. As lideranças dessas empresas já assumem que as competências demandadas até 2 ou 3 anos atrás já não são mais suficientes para encarar os novos desafios.

Leia mais