(51) 3338 0220
missel@missel.com.br

QUAIS SÃO AS PERGUNTAS CERTAS PARA O FUTURO?

*Por Ricardo Missel

Baseado no artigo Thinking Productively about the future – Stephen Newman e Wanda Wallace

Fazer as perguntas certas em um contexto de incertezas é o primeiro passo para alcançar boas respostas para o que vem pela frente.

É provável que por mais que você estivesse preparado para enfrentar os desafios do futuro de seu negócio, da empresa onde trabalha ou da sua carreira e vida pessoal, você não fizesse ideia de que uma pandemia poderia ser o seu próximo desafio. Todas as suas estratégias anticrise e os cenários que você desenhou para o futuro podem parecer fazer pouco sentido agora.

São situações que demandam respostas ágeis e assertivas, e muitas vezes precisaremos contar com a nossa intuição e experiência para tomar decisões rápidas e com recursos limitados. Nossa capacidade de improvisar e identificar as oportunidades precisa estar bem desenvolvida e preparada para o inesperado.

A forma como reagimos aos eventos imprevistos são o ponto de partida para o sucesso ou fracasso das nossas estratégias perante um cenário incerto e de constantes mudanças. Precisamos compreender que, cada vez com mais frequência, iremos nos deparar com situações completamente inéditas e nossos planos precisarão ser construídos do zero.

Fazer as perguntas certas é o primeiro passo. Isso tem a ver com estar aberto para compreender caminhos desconhecidos em busca de soluções desconhecidas. Portanto, escolher as dúvidas que precisam ser respondidas é fundamental para ter sucesso em qualquer ação. Mas isso não significa sair por aí perguntando e criando dúvidas, mas sim, exercer a habilidade de explorar insights e tendências e perceber o que ocorre ao seu redor.

Com o objetivo de criar as perguntas certas para o seu futuro ou do seu negócio, tenha em mente algumas condições importantes:

1 – Perceba o caminho como aprendizado

Você não precisa ter todas as respostas e nem mesmo ter todas as dúvidas ao mesmo tempo. Quando você inicia um processo de construção para o futuro, as dúvidas vão surgir ao longo do tempo e farão parte do processo de aprendizado. Exercite conviver com a incerteza e controle a ansiedade de achar as respostas a qualquer custo.

2 – Saiba que nem todas as respostas já existem

Por mais dedicação e esforço que você possa fazer, muitas das respostas que você precisará responder ainda não existem. Por isso, explorar as incertezas e os cenários é tão importante. Isso vai desde registrar os insights do processo até conversar com pessoas que tenham visões diferentes ou até mesmo opostas a sua.

3 – Construa os seus questionamentos aos poucos com perguntas-chave

Alguns questionamentos podem orientar seus insights por caminhos mais construtivos e que reduzam as incertezas:

  1. quem é o (a) expert ou tem grande conhecimento sobre esse assunto e o que ele(a) pensa a respeito (pessoa ou instituição)?
  2. quais são as opiniões contraditórias e quais dados ou informações elas utilizam para embasar suas teorias ou pontos de vista?
  3. quais tendências globais podem impactar sobre meus insights?
  4. quem está buscando as mesmas respostas e por quê?
  5. existe uma forma rápida e de baixo custo para validar a minha ideia?

4 – Envolva toda a equipe para que tragam informações

Diferentes pontos de vista podem trazer pensamentos disruptivos e inesperados de pessoas que não estejam tão envolvidas na solução. Portanto, permita que pessoas de fora do seu contexto e de outras áreas da organização possam colaborar de alguma forma. Apresentar suas ideias e pedir opinião sem restringir respostas pode ser uma alternativa.

Criar um ambiente onde a exploração de novas ideias e geração de insights ocorra de forma recorrente é fundamental para que as respostas para o futuro sejam assertivas e sustentáveis.

*Ricardo Missel é sócio da Missel Capacitação Empresarial, Administrador e Especialista em Design Estratégico.



Voltar