(51) 3338 0220
missel@missel.com.br

MINDSET: O PODER DO AUTOCONHECIMENTO

Por Claudio D’Amico

Atualmente se fala muito sobre Mindset. E o que é Mindset?

Para poder entender o que significa, vamos imaginar uma programação de computador. Uma programação pode ser perfeita sob a ótica do programador que a desenvolveu. Ou seja, a programação cumpre com um objetivo final do projeto. Para algumas pessoas, o resultado final desta programação pode ser ótimo e, para outras pessoas, deixar a desejar. Levando essa relação como exemplo, Mindset é um tipo de programação.

Esse termo também é conhecido como modelo mental, ou seja, uma estrutura de crenças. Crenças são verdades que as pessoas adotam como premissas em suas vidas, e que as orientam nas suas atitudes e comportamentos. Por isso, nossos comportamentos e as nossas atitudes são baseadas nas crenças que vêm da nossa educação. Com certeza fomos “programados” para sermos pessoas melhores, ou pelo menos esse era o objetivo dos nossos educadores.

Algumas crenças limitadoras podem provocar a inibição, disponibilidade em excesso para com as outras pessoas, tentar ser como alguém que é admirado (neste caso a pessoa pode anular o seu próprio “eu”), não se sentir capaz, achar que não merece suas conquistas e assim por diante. Também existem as crenças que nos ajudam na vida, que nos fazem ter sucesso. Nos capacitam a ser alguém, alcançar metas, ter autoestima, autoconfiança, ser feliz e seguir com nossos objetivos. Através delas conseguimos enfrentar os desafios e até assumir riscos.

No mundo em que vivemos hoje, onde o desenvolvimento constante é muito valorizado, as crenças capacitantes se tornam fundamentais para mantermos nosso crescimento. Chamamos esta necessidade de aprendizado constante de LifeLong Learning (ou educação continuada), que representa essa busca contínua por desenvolvimento que nos direciona para aprender novas técnicas, atividades, tecnologias, além de transformar novos comportamentos e atitudes. Sabemos que isso não é fácil, pois envolve diversas variáveis das nossas vidas e até mesmo psicológicas, mas é extremamente necessário que nos mantenhamos em desenvolvimento.

Conheci um diretor de uma multinacional que recebeu um novo desafio: ser diretor da empresa em outro país. Isso o assustou enormemente, pois não se sentia capaz e muito menos preparado para assumir essa nova posição. Porém, a Presidência percebia o seu potencial e foi insistente na mudança. Ele aceitou o desafio e obteve grande sucesso.

Hoje, ele retornou ao Brasil após ter colocado aquela unidade “em ordem”. Conversando com ele, conseguimos identificar algumas crenças limitantes que geravam baixa autoestima e desvalorização do seu potencial. Rapidamente podemos identificar em seu Mindset (programação) as crenças que o limitavam e as origens de cada uma em sua educação. E foi a partir do autoconhecimento que foi possível mapear essas barreiras e agir para o aperfeiçoamento do seu Mindset.

O importante nesse exemplo real acima é perceber o quanto o ser humano perde oportunidades na vida pessoal e profissional em função das crenças limitantes. Criar a autoconsciência sobre seus comportamentos e crenças é fator-chave de sucesso na carreira profissional. Fique atento aos sinais ao seu redor. Neste exemplo, a Presidência insistiu para que ele assumisse o desafio e ambos saíram ganhando. E você está aberto as novas possibilidades?

Pense nisso!

Um abraço!



Voltar