(51) 3338 0220
missel@missel.com.br
ansiedade-no-trabalho

COMO TORNAR POSITIVA A ANSIEDADE NO TRABALHO – matéria publicada no Jornal Contexto de Carlos Barbosa

O mundo organizacional atualmente se apresenta como um repleto festival de desafios. Instabilidade e imprevisibilidade imperam no dia a dia das empresas. Para lidar com estas diversidades uma condição indispensável passou a ser o equilíbrio emocional e a tranquilidade dos profissionais que nelas atuam, para lidar com os imprevistos que surgem em todo momento.

Esta realidade é muitas vezes percebida como uma ameaça e pode se tornar uma fonte de ansiedade para alguns, gestores ou funcionários. Há os que acreditam que a ansiedade sempre  é negativa e desconfortável, porém algumas pesquisas revelam que quando bem administrada pode ser um fator positivo e aumenta a produtividade das pessoas.

Os benefícios podem variar de acordo com a personalidade dos indivíduos. Os mais otimistas, por exemplo, tendem a perceber que a ansiedade pode melhorar sua performance e que na dose certa, a ansiedade pode auxiliar a vencer desafios. Os pessimistas, por sua vez, tendem a prejudicar seu desempenho em situações de pressão ou que gerem algum tipo de estresse.  Algumas pessoas precisam de excitação, desafios e pressão para aumentar seus resultados enquanto que outras produzem mais em ambientes tranquilos e com menos pressão.

A personalidade tem papel importante na definição de quem precisa de maior ou menor doses de ansiedade para melhorar a performance. É recomendável que o profissional esteja atento para estas diferenças individuais e considere as diversidades quando lidar com as equipes de trabalho. Gerar o mesmo nível de pressão em todos da equipe pode ser contraproducente.

A ansiedade surge naturalmente quando percebemos um imprevisto. Isto ocorre porque um estado de alerta existe para nos proteger do perigo. O sentimento de ansiedade em si não é bom nem ruim. Algum nível de excitação é necessário para nos impulsionar, para nos ajudar a agir e evitar perigos físicos e psicológicos. A ansiedade é a manifestação de nossos medos.

5 Dicas para tornar a ansiedade positiva:

  1. Aprenda a ler os sintomas da ansiedade – autoconhecimento
  2. Identifique se há algum receio que está causando estes sintomas
  3. Não seja excessivamente crítico com você mesmo
  4. Seja racional para analisar a situação
  5. Crie estratégias para solucioná-la

O frio na barriga, a respiração difícil, a taquicardia, o suor frio, pequeno tremor interno ou nas mãos e a dor no estômago podem acontecer antes de fazer uma prova, participar de uma reunião importante ou mesmo antes de dar uma palestra para um público desconhecido. Tenho observado que quanto mais perfeccionista e exigente consigo mesmo o profissional é, maior o grau de ansiedade perante situações imprevistas. O receio de errar é um dos maiores aliados da ansiedade. Por isto uma grande tendência de pessoas tímidas sentirem altos graus de ansiedade quando expostas em público.

Quando a ansiedade é excessiva, impacta negativamente os resultados e pode prejudicar os profissionais, pois dificulta a concentração nas tarefas e os relacionamentos.

A ansiedade pode se tornar um distúrbio e merece atenção especial e tratamento quando suas proporções vão além de um desconforto e passam a limitar a vida dos profissionais. Um exemplo muito comum no mundo corporativo é quando o profissional tem necessidade de evitar viagens de avião, a ponto de prejudicar sua carreira, em função da ansiedade que isto gera. O tratamento para os distúrbios de ansiedade, com profissionais especializados, podem alcançar altos níveis de sucesso. Estima-se que de 3% a 5% das pessoas sofra de algum distúrbio ligado à ansiedade.

Muitos profissionais já perceberam que lidar adequadamente com a própria ansiedade e a dos outros, apostar no autoconhecimento e desenvolvimento, pode elevar os índices de produtividade e bem estar.



Voltar