(51) 3338 0220
missel@missel.com.br

Imagem: freepik / vectorjuice

A SUA EMPRESA TEM AS 5 SKILLS DO FUTURO?

*Por Simoni Missel

Falamos muito na importância de que as pessoas desenvolvam as competências importantes para o futuro da carreira num novo mercado de trabalho. E quanto as empresas? É fundamental que também ocorra uma mudança nas organizações a fim de mantê-las competitivas. Assim como as pessoas, os negócios precisam se reinventar. Para isso, é necessário que se desenvolvam habilidades organizacionais para enfrentar a concorrência e os desafios de um cliente cada vez mais exigente.

O novo mercado, cada vez mais complexo e mais veloz, exige uma maior profissionalização e assertividade nas decisões e estratégias, que devem ocorrer cada vez mais rápidas e com menos erros. Para acompanhar o ritmo destas transformações, os gestores se veem obrigados a exercer um novo modelo de gestão mais eficiente, principalmente em relação ao maior diferencial dos negócios: as pessoas.

Nesse contexto, é fundamental destacarmos algumas habilidades que a organização precisa desenvolver para conseguir se manter competitiva e atraente, tanto para seu público interno quanto para seus clientes. Essas habilidades e conhecimentos deverão refletir uma cultura com foco nas pessoas, através de práticas ativas de gestão que priorizem o processo de recrutamento, seleção e desenvolvimento de pessoas.

Podemos destacar 5 habilidades que são fundamentais para que as empresas consigam seguir competitivas e gerando resultado sustentável através das pessoas:

1 – Praticar a gestão de pessoas com base em dados

A gestão de pessoas precisa perder a condição de prática intuitiva. Práticas como o people analytics e assessment já tornaram os processos de gestão de pessoas mais fidedignos e assertivos. Para aumentar os resultados através das pessoas é essencial que a empresa encontre ferramentas que utilizem dados estatísticos para gerar insights sobre as pessoas e apoiar a tomada de decisão estratégica.

2 – Identificar o fit cultural entre a empresa e seus colaboradores

Nem todas as empresas são ideais ou atraentes para todos os profissionais e vice-versa. Por isso, conhecer a cultura da sua empresa e identificar se os colaboradores ou possíveis contratados “combinam” (têm ou não fit cultural) com a empresa é tão importante. Isso impacta diretamente na produtividade, satisfação e retenção das pessoas. Isso pode ser feito através de testes e dinâmicas.

3 – Investir na retenção dos talentos

Cada vez é mais difícil recrutar e manter pessoas qualificadas e talentosas. Investir na retenção dos talentos é um ponto crítico do sucesso nos negócios. Bons planos de carreira, bons ambientes de trabalho, processos de onboarding estruturados, remuneração e benefícios atrativos e abrir possibilidades para aliar a vida pessoal e profissional são investimentos necessários e precisam ser vistos como essenciais. Ainda, treinar os líderes para identificar os talentos e acompanhá-los de forma construtiva no desenvolvimento é uma demanda constante dos profissionais mais diferenciados.

4 – Construir equipes de alta performance

Desenvolver os times para que tenham autonomia e habilidades de comunicação e negociação faz com que consigam produzir melhor e com menos recursos. Equipes de alta performance são mais autogerenciáveis e conseguem criar planos de ação mais práticos e eficazes.

5 – Patrocinar o lifelong learning

A empresa precisa criar condições para que as pessoas possam manter-se em constante atualização. É ótimo se o investimento financeiro for possível por parte da empresa, seja custeando treinamentos, formações ou outras formas de aprendizado. Se isso não for possível, é importante entender como se pode facilitar a aquisição de novos conhecimentos por parte do colaborador para que ele esteja em constante desenvolvimento e possa agregar ainda mais no negócio. Essa é uma demanda constante dos profissionais mais jovens, que já não veem o aprendizado contínuo como uma opção, mas sim como necessidade.



Voltar