(51) 3338 0220
missel@missel.com.br
noticia_113211

EQUIPES ÁGEIS E INOVADORAS – Por Simoni Missel*

“Melhorar a qualidade das equipes, intensificar a motivação e a produtividade para as empresas atuarem em ambientes altamente dinâmicos, são estratégias que podem ser alcançadas através das metodologias ágeis – uma alternativa inovadora para atualizar os gestores tradicionais que praticam o modelo de liderança estilo comando e controle”.

Inicialmente aplicada às áreas de TI das organizações, as metodologias ágeis têm o objetivo de disseminar a agilidade nas empresas. Está se espelhando em uma ampla diversidade de indústrias nas mais diversas áreas, em função de diversos fatores, dentre eles a demanda de um mercado altamente exigente.

Muitos gestores ainda conhecem pouco sobre este método, que poderá trazer resultados substancias para o desenvolvimento das organizações. Desta forma, praticam uma gestão contrária aos princípios e políticas recomendadas nesta metodologia, o que pode prejudicar a eficácia das equipes que a eles reportam.

Agendar reuniões frequentes, levando os funcionários a perder horas de trabalho, se envolvendo em atividades que deveriam ser realizados por suas equipes, falar demais e pouco escutar, solicitar diversas atividades com prazos urgentes em vez de definir duas ou três prioridades que facilitaria o foco no resultado, baixa habilidade para delegar e/ou desenvolver equipes e inovar processos ainda têm sido atitudes de muitos líderes organizacionais.

Percebo, na minha prática como Executive Coach e desenvolvendo lideranças organizacionais há mais de três décadas, que aquelas empresas em que seus líderes favorecem um ambiente onde a agilidade prospera, descobrem que suas equipes podem ser mais criativas, comprometidas e produtoras de inovações frequentes. Métodos como reuniões diárias e breves entre os membros da equipe para analisar os pontos fortes e identificar os erros, solucionar as divergências através da abertura e maturidade para dar e receber feedback, em vez de discussões inócuas ou reportes e cópias de e-mails desnecessários aos superiores, bem como transparência, melhora a qualidade das equipes, intensifica a motivação e a produtividade.

Praticar técnicas como brainstorm, onde os funcionários devem conversar pessoalmente e participar ativamente das sugestões sobre formas de melhorar o ambiente de trabalho, bem como, diferentes maneiras de aperfeiçoar as próximas etapas e planejar a futuras prioridades, potencializa o engajamento e a satisfação do time de trabalho.

Comparada as abordagens de gestão tradicionais, as técnicas utilizadas nos métodos ágeis, se adaptadas aos diferentes tipos de organizações, poderão oferecer benefícios importantes, já comprovados através de pesquisas realizadas como:

– aumento da produtividade da equipe e a satisfação com o trabalho;

– redução do desperdício advindo de reuniões redundantes e retrabalhos;

– melhoria na qualidade dos processos e adaptabilidade para mudanças;

– aumento do grau de confiança entre os membros da equipe;

– e muito outros.

Finalmente, minimizando o tempo das lideranças na microgestão de projetos funcionais, favorece-se a prática da senioridade na gestão priorizando atividades mais estratégicas, formando as melhores equipes, ampliando a visão corporativa e desenvolvendo o trabalho “que só eles podem fazer”.

 

*Simoni Missel é Executive Coach, especialista em Gestão de Pessoas, mestre em Psicologia e Sócia diretora da Missel Capacitação Empresarial.



Voltar